NOTÍCIASRESTAURAR A HONRA E O AUTORRESPEITO

A MARCHA “PAZ NAS RUAS” EM HARLEM VISA A VIOLÊNCIA ARMADA

gcui_twth:vm-volume4-issue3-article2-head1
gcui_vm:vm-volume4-issue3-article2-head1
gcui_vm:vm-volume4-issue3-article2-head1
Unidos pela Paz Nova York e outras organizações afins marcham (acima), estendem sua ajuda pela mídia (topo, à direita) e distribuem O Caminho para a Felicidade (acima, à direita).
A Unidos pela Paz sabe que há uma resposta correta para a violência armada, e eles juntaram outras organizações para marcharem pelas ruas de Harlem para mostrar essa questão em alto e bom som conforme espalhavam O Caminho para a Felicidade.

A filial de Nova York da Fundação Unidos pela Paz foi para as ruas para protestar contra a violência armada e promover a paz. Ativistas, membros do clero, celebridades e membros da comunidade juntaram-se para a Marcha “Paz nas Ruas” em Harlem, da Rua 110 e Avenida Lennox até a Rua 151 e a 7ª Avenida.

Entre outros grupos que participaram da marcha estavam: National Action Network, Fundação O Caminho para a Felicidade, LIFE Camp Inc., Youth Over Guns, NAACP, Street Corner Resources, Love Art Group, Indigo Brand Management, Sharpton Entertainment, Comissão de Imigrantes Africanos, Freedom Entertainment Group, Blue Inc., Chasity Cox PR, Women’s March Youth Empower, Centro Comunitário da Igreja de Scientology Harlem e Brown Eyez Magazine.

A Fundação Unidos pela Paz tem organizado Passeios pela Paz mensais com clubes de motoqueiros em Los Angeles e nos arredores desde outubro de 2012. Em 2017, o movimento expandiu para Nova York, com uma filial formada em Harlem. A marcha de sábado, unindo a comunidade para paz e união e contra a violência armada, foi realizada em resposta ao assassinato sem sentido do artista de rap Nipsey Hussle em Los Angeles e outros tiroteios e atos de violência nas ruas de Nova York e nos Estados Unidos. Os participantes também marcharam em solidariedade com as famílias das vítimas do tiroteio de Virginia Beach que tinha ocorrido no dia anterior. A marcha teve a intenção de enviar uma mensagem às comunidades em todo o país: “Não vamos permitir a normalização da violência nas nossas comunidades”.

A marcha teve a intenção de enviar uma mensagem às comunidades em todo o país: “Não vamos permitir a normalização da violência nas nossas comunidades”.

Os voluntários de Unidos pela Paz distribuíram exemplares da Promessa da Marcha de 1 Milhão de Homens de 1995 e suas próprias capas personalizadas de O Caminho para a Felicidade para fornecer orientações aos moradores da cidade sobre como levar vidas prósperas e não violentas. O livreto inclui tais preceitos relevantes como o Preceito 8, “Não Cometa Assassinato” e o Preceito 11, “Não Prejudique uma Pessoa de Boa Vontade”.



FATOS

O QUE PODE ACONTECER NUM ANO
Aqui está uma revisão de como O Caminho para a Felicidade alcançou a Humanidade no ano passado:

285

CAPAS PERSONALIZADAS

foram criadas por indivíduos e empresas este ano

5.665

ESCOLAS

alcançadas com o material de O Caminho para a Felicidade

135.960

ALUNOS

participaram de seminários de O Caminho para a Felicidade e aprenderam ferramentas de senso comum para levar vidas melhores

111

PAÍSES

receberam materiais do Caminho para a Felicidade este ano

28,9

MILHÕES

de pessoas foram alcançadas com o livro em filme O Caminho para a Felicidade e anúncios de utilidade pública na TV.



RESTAURAR O RESPEITO MÚTUO

A Fundação O Caminho para a Felicidade trabalha para reverter a deterioração moral da sociedade, restaurando a verdade e a honestidade através da distribuição dos 21 preceitos. Doações apoiam a produção e distribuição dos livretos de O Caminho para a Felicidade e materiais curriculares.