NOTÍCIASRESTAURAR A HONRA E O AUTORRESPEITO

A FELICIDADE E UMA NOVA ESPERANÇA PARA OS SUL-AFRICANOS

A FELICIDADE E UMA NOVA ESPERANÇA PARA OS SUL-AFRICANOS
A FELICIDADE E UMA NOVA ESPERANÇA PARA OS SUL-AFRICANOS
A FELICIDADE E UMA NOVA ESPERANÇA PARA OS SUL-AFRICANOS
Sul-africanos felizes (no topo) na tomada de posse presidencial com seus exemplares de O Caminho para a Felicidade, (acima) os voluntários se preparam para distribuir livretos e a polícia participa.
70.000 exemplares dos livretos de O Caminho para a Felicidade criam uma tomada de posse presidencial sul-africana sem incidentes e feliz.

Na sua tomada de posse em 25 de maio de 2019, o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, jurou combater a corrupção e rejuvenescer a economia em dificuldade atualmente no país. Para ajudá-lo a alcançar seus objetivos e assegurar uma celebração pacífica, os voluntários e a polícia entregaram mais de 70.000 exemplares de O Caminho para a Felicidade àqueles que iam para Pretória para fazer parte deste evento histórico.

O tema da tomada de posse foi: “Juntos a celebrar a democracia: renovação e crescimento para uma África do Sul melhor”. Como o evento foi realizado em um grande local público pela primeira vez — no Estádio Loftus Versfeld em vez do Union Buildings — a preocupação de manter a paz se intensificou. Consciente da calma que O Caminho para a Felicidade cria, a polícia solicitou especificamente a distribuição dos livretos.

Os voluntários estavam todos muito dispostos a pôr mãos à obra no esforço da distribuição. Eles se reuniram na noite anterior ao grande evento e se prepararam para espalhar a mensagem dos 21 preceitos ao público. Os livretos foram distribuídos aos participantes durante a noite conforme eles chegavam de ônibus de toda a nação, alguns chegaram tão cedo como 3 horas da manhã para garantir um lugar no estádio.

Eleito em maio, o Sr. Ramaphosa assumiu inicialmente a posição em 2018 quando o antigo Presidente Jacob Zuma renunciou perante as acusações de corrupção. A campanha de Ramaphosa foi baseada em uma plataforma de governo honesto e reforma social.

“Chegou a hora de criarmos o futuro pelo qual almejamos”, disse ele à multidão de dezenas de milhares de pessoas reunidas no estádio. “São as nossas ações de agora que determinam o nosso destino.”

Bem consciente de que a sua eleição era “um mandato para construir uma nação fundada na justiça social”, Ramaphosa enfatizou a importância de “tratar uns aos outros com honra, dignidade e respeito”.

Esses mesmos ideais ecoaram nas páginas de O Caminho para a Felicidade: Um Guia de Senso Comum para uma Vida Melhor escrito pelo autor e humanitário L. Ron Hubbard. A distribuição do livreto na tomada de posse apoiou a mensagem do novo presidente para milhares de cidadãos.

Os voluntários e a polícia entregaram mais de 70.000 exemplares de O Caminho para a Felicidade àqueles que iam para Pretória para fazer parte deste evento histórico.

Moralidade, honestidade, assumir controle de seu próprio futuro — tudo isso são os valores básicos fortalecidos pela aplicação dos 21 preceitos desse manual para a felicidade. E são componentes vitais para a construção de uma sociedade ética e produtiva.

Os livretos foram tão populares que o público os agarrou assim que os viu, alguns até através das janelas do ônibus para agarrar um exemplar, não querendo esperar para sair do ônibus primeiro. Ao ver o entusiasmo das pessoas para ter os livretos, a polícia agarrou as caixas de O Caminho para a Felicidade e logo se juntaram à distribuição, dando livretos junto com os voluntários, estendendo sua ajuda a indivíduos que fazem da África do Sul o que ela é.

O preceito 10 de O Caminho para a Felicidade, “Apoie um Governo Planejado e Administrado para o Povo”, diz: “Afinal de contas é o povo e seus líderes de opinião que suam e lutam e dão o sangue pelo seu país. Um governo não pode sangrar, nem sequer pode sorrir: um governo é apenas uma ideia que os homens têm. É somente o indivíduo que está vivo — você.”

No final desse dia histórico, a mídia informava que o índice de felicidade do país estava extraordinariamente alto para uma tarde de sábado: “Este sábado foi diferente dos outros, em vez do declínio de humor das 14h em diante, este aumentou (…) e a felicidade permaneceu mais elevada do que em qualquer outro sábado, refletindo o humor positivo do país.”



RESTAURAR O RESPEITO MÚTUO

A Fundação O Caminho para a Felicidade trabalha para reverter a deterioração moral da sociedade, restaurando a verdade e a honestidade através da distribuição dos 21 preceitos. Doações apoiam a produção e distribuição dos livretos de O Caminho para a Felicidade e materiais curriculares.